A diferença entre ter empatia e ser bonzinho

Vieira Junior Gerente de Comunicação, Marketing e Sustentabilidade da Cocre

Você tem empatia ou é bonzinho?

Ser bonzinho não significa, de forma alguma, que você tem empatia.

Muito pelo contrário: ser bonzinho traduz um comportamento egocêntrico, em que a pessoa que tenta parecer boa assume a postura de agradar os outros para preencher uma lacuna de carência e insegurança dela mesma.

Quando o bonzinho abre mão de si pra agradar o outro está tentando satisfazer a si mesmo, mesmo que isso signifique estragar o outro.

É aí que o bonzinho não corrige para não ser visto como mau, não se impõe para não ser rejeitado e permite que o outro erre para não ser visto como uma pessoa ruim.

Ele estraga o outro para satisfazer a si mesmo é isso não é empatia.

Ser empata é diferente.

Na empatia, você coloca o bem de todos acima de si e também do outro. Através do amor, o empata corrige, orienta, frustra e direciona. Ajuda, auxilia, serve como apoio e se coloca à disposição.

Ser empata é entrar no outro sem sair de si.