Inovando e valorizando o capital humano: conheça Roberty, o robô que faz processos demorados de forma automática

A rotina no ambiente de trabalho pode, muitas vezes, prejudicar a realocação de esforços dos colaboradores, por exigir tarefas que mesmo simples, são demoradas e tomam bastante tempo.

Na unidade de tesouraria da Sicoob Cocre era exatamente isso que acontecia: por conta da alta demanda de processos e tratativas diárias e repetitivas, o capital humano não estava sendo valorizado da maneira que tinha potencial para ser. Pensando nisso, foi implantado no setor um processo automático.

“Em busca de inovação e realocação de esforços, conhecemos uma empresa especialista em melhoria de processos, que desenvolve um robô inteligente que automatiza tarefas que, para nós, são demoradas e repetitivas. Quando decidimos implantar a solução notamos um aumento de agilidade e padronização dos processos, o que reforça o acerto desse investimento”, diz Paula Stabelin, gerente da área de Tesouraria da Cocre.

Roberty é o nome do robô, que nada mais é do que uma ferramenta automática que automatiza processos, visando aliviar os colaboradores da área e assim, poupar esforços e tempo, liberando novas competências e valorizando esse capital humano que é tão importante.

Os resultados da implantação dessa ferramenta já estão sendo vistos pelos próprios colaboradores. Tainara Calsolari, assistente de tesouraria, conta que o impacto na rotina do setor está sendo enorme.

“Existem alguns documentos, especialmente um relatório que precisamos emitir todos os dias. É uma rotina diária que toma tempo e energia, fazendo com que fiquemos limitados para explorar novas possibilidades. Com o Roberty o processo é muito rápido e otimiza tempo e esforço. Sem dúvidas está fazendo a diferença”, diz.

Ainda com a implementação da ferramenta, existe um acompanhamento assíduo nas conferências de documentos e relatórios produzidos pelo robô, mas o trabalho “manual” foi poupado abrindo mais possibilidades a quem colabora neste setor.

A inovação é um dos pilares da Cocre, que acredita no crescimento exponencial e na melhoria contínua, tanto dos processos, quanto dos próprios colaboradores. Implementar ferramentas que facilitam o dia a dia de trabalho é uma das maneiras de crescer e evoluir, buscando o objetivo central que é atender da melhor maneira possível os cooperados.

Cada pessoa na Cocre tem a oportunidade de se desenvolver e romper com a “bolha” que a deixa em uma única área de atuação. Por isso, disponibilizar mais tempo e agilizar processos que podem ser automatizados é uma forma de deixar as pessoas mais livres para aplicarem outros conhecimentos onde quer que seja, dentro da cooperativa.

A implantação do robô foi uma iniciativa do nosso superintendente administrativo, Heitor Torrezan, e agora, conta com a ajuda e parceria em mais projetos do grupo de agilidade.

“Desde 2019 já queríamos implantar sistemas robotizados em alguns de nossos processos por conta da eficiência, padronização e melhoria de processo. Ano passado nós retomamos esse assunto e encontramos uma empresa parceira que faz esse tipo de trabalho e foi aí que resolvemos implantar definitivamente a automação na área de tesouraria”, diz Torrezan.

Iniciar esse sistema dentro da cooperativa foi apenas o começo, já que o intuito é crescer em inovação. A automação por meio de robotização é uma tendência e a Cocre deu início a essa nova era. “Todo trabalho repetitivo e manual que puder ser transferido para o robô, deve ser. Afinal, o maior bem da cooperativa é o capital humano, e é isso que valorizamos”, reforça Heitor.