Pessoas no centro de tudo

Colaboradores são a energia motriz para que as organizações se mantenham ativas e alcancem os melhores resultados

As pessoas que compõem o quadro de funcionários de uma organização, são, de fato, a energia motriz para que ela se mantenha ativa, inovando e alcance os melhores resultados. Sem pessoas, não há negócio. Então, é para elas e por elas que tudo deve ser pensado e planejado.

Quem tem apostado nesse conceito e ganhado bons frutos nos últimos anos é a Sicoob Cocre. A cooperativa está, pelo terceiro ano consecutivo, entre as melhores empresas para se trabalhar no país, crescendo sua nota de aprovação ano a ano. O resultado foi certificado pelo ranking GPTW (Great Place to Work) nos anos de 2019, 2020 e 2021.

A sequência de bons resultados é decorrente de todo investimento voltado para formação e valorização de funcionários e colaboradores. Existem alguns programas internos para os funcionários, como a Academia Cocreduca, por exemplo, que tem por objetivo incentivar a educação e conhecimento entre aqueles que compõem o time da cooperativa. Além disso, diversas outras ações de melhoria da comunicação, compartilhamento de informações, benefícios e formação de uma liderança cada vez mais humanizada têm contribuído para que o clima da organização melhore a passos galopantes.

De fato, essa experiência nos mostra que, hoje, é fundamental que as empresas façam uma busca incessante para criar condições para que seus colaboradores possam trabalhar com excelência. Isso já deixou de ser diferencial há muito tempo. Isso está explícito até mesmo no conceito do ESG, que se refere aos três pilares importantes de uma empresa: social, sustentabilidade e governança corporativa.

Mais do que nunca, é fundamental que haja uma atenção especial com os colaboradores e processos internos de uma empresa. A pandemia trouxe com ela, além de muitos questionamentos, algumas possibilidades, como o home office, tão rejeitado em outros momentos. Agora, ele é mais uma ferramenta de cuidado e até mesmo de produtividade. Claro, precisamos nos adaptar, mas ser humano é isso: não se contentar nem aceitar as respostas prontas, buscando sempre evolução e movimento.

Vale a pena para uma organização investir em governança e priorizar aqueles que dão vida todos os dias à sua empresa. Os resultados falam por si: clima feliz, crescimento dos negócios e satisfação dos cooperados, é isso que temos verificado nos últimos anos.

Olhar para as iniciativas que carregam consigo exemplos de uma boa governança voltada às pessoas não é mais uma ação de boa prática, mas sim um diferencial competitivo que coloca a organização com um diferencial competitivo forte no mercado em que atua. Afinal, quem inova, cria, propõe e constrói o resultado são, acima de tudo, as pessoas. Foco nelas que o resultado vem.