Semana Nossa Atitude Compliance é realizada em nova edição

O evento discutiu temas relevantes do setor com a participação de especialistas do mercado

Pelo 2º ano consecutivo, a Cocre – cooperativa de crédito que integra o Sistema Sicoob promoveu a Semana Nossa Atitude Compliance, com o objetivo de fomentar diálogos e reflexões acerca dos temas relacionados ao setor. O evento foi promovido no formato online a fim de garantir o acesso ao conteúdo em tempo real e inclusivo, que contou com a adesão de todo o quadro de colaboradores, conselheiros, diretoria e presidência.

Promovida pela área de Compliance, a programação do evento englobou quatro dias de palestras ministradas por convidados especializados nos temas. Já na abertura, o presidente do Conselho de Administração, Evandro Piedade do Amaral, explanou sobre a importância da área para assegurar a sustentabilidade e longevidade do negócio.

“O Compliance é essencial para garantir a sustentabilidade da nossa cooperativa, com o olhar atento para riscos, legislações e ESG. Entendo que hoje, 95% das companhias que atuam de forma séria tem área instituída. Por isso, reforço que a principal função é dar suporte, ajudar a criar mecanismos de conforto e conformidade para trabalharmos de uma maneira em que não haja erros, especialmente em tempos desafiadores.
Observo esse momento de nos reunirmos para falar sobre o tema, como algo muito importante, pois vamos tratar temas muito relevantes como assédio, PLD. Neste sentido, se estivermos bem-organizados, engajados e bens instruídos, conseguimos alcançar a sustentabilidade e segurança em nossos processos”, explicou o presidente.

O diretor executivo, Nivaldo Camillo, reforçou que a atuação do Compliance é a que garante o mapeamento prévio dos riscos e define a estratégia que vão auxiliar com a mitigação dos danos.

“Costumo sempre dizer que o Compliance é o que vai me ajudar a manter meu emprego, pois ajuda na previsibilidade, antecipação de direcionamento para nos mantermos em um cenário positivo. Fico bastante confortável em saber que a Cocre conta com uma área muito bem definida, que está fazendo a diferença para fazermos nossos negócios com segurança”, definiu o diretor.

Nos outros dias, a programação abordou os temas de Assédio Moral e a Cultura Organizacional, proferida pelo professor da LEC (Legal, Ethics & Compliance) Cleber Izzo; PLD/FT, ministrada por Célia Mourão, representante do CCS; e Linhas de defesa da cooperativa, apresentada pelo diretor de Supervisão e Riscos do Sicoob SP, que encerrou as atividades da semana.

O convidado Cleber Izzo que abordou o tema Assédio Moral e Cultura Organizacional em conversa com a equipe de Compliance

As palestras tiveram como finalidade reforçar a importância do aculturamento e da responsabilidade compartilhada que todos devem assumir nos processos e as possíveis consequências de atitudes e condutas assumidas diariamente que podem afetar todas as esferas de uma instituição.

Segundo o diretor administrativo financeiro, Paulo Massarutto, a atuação do Compliance contribui significamente com a mitigação dos riscos e segurança operacional da cooperativa.

“Em um mundo cada vez mais segmentado, a área desempenha um papel crucial, pois auxilia no cumprimento das leis, regulamentações e diretrizes internas e externas, além de ser fundamental para garantir a transparência, integridade e confiança em nossos negócios. Ao promover uma cultura de conformidade a área contribui na prevenção de comportamentos inadequados e na redução dos riscos operacionais”, reforçou Paulo.

Perspectivas gerais reforçadas durante o evento
Em uma análise mais ampla, a premissa da atuação do Compliance é fortalecer a confiança dos associados, tendo como foco eliminar e detectar possíveis riscos que podem comprometer a saúde da instituição.
Ao atuar de maneira preventiva é possível acompanhar as mudanças na organização e assegurar que os processos estão sendo cumpridos sempre dentro das normas que os regem.

De acordo com a gerente Compliance, Fernanda Martins, as tratativas e atuação da área tem que ir além da esfera corporativa.

“Quando tratamos do Compliance vamos muito além de conformidade, normas e leis. É cuidar da ética, do bom senso e da integridade. Aqui na Cocre, exercemos também o cuidado com as pessoas, para que elas entendam que agir com cautela e responsabilidade é dever de todos e desta forma, garantir que nossos resultados sejam justos e confiantes. Em resumo, a ‘Atitude Compliance’ é sem dúvida termos a certeza de que o certo é certo, assim como o errado é errado”, ressaltou a gerente.

O workshop reforçou ainda a ideia de que o Compliance é feito por todos, por isso, as regras, diretrizes e normas existem para conduzir as atividades de forma efetiva. Ao ignorá-las, o colaborador coloca em risco o processo dela, da sua área de atuação, da empresa.

“Não há empresa que perenize os seus negócios e lucros, sem atuar com ética e conformidade. Não se combate a corrupção e as falcatruas sem o Compliance, mas para funcionar e sem efetivo é fundamental ter o apoio autêntico da alta liderança e participação de todos e temos isso na Cocre. Neste sentido, a atuação do Compliance deve vista em vários âmbitos de nossa sociedade, nas instituições de ensino, no nosso time de futebol do coração, nos locais que frequentamos, por isso, sempre é importante observar se temos essa atuação e apoiar as iniciativas para que elas cresçam e se fortaleçam para podermos criar um futuro mais justo, íntegro que tanto almejamos”, concluiu Tatiane Leonessa, diretora de Controles Internos e Riscos, que conduziu o evento todos os dias em parceria com Fernanda Martins e toda equipe de Compliance, composta por Ana Lucia Penaforte, Julia Morato Ruiz, Mariana Brancatti e Paulo Trovó.

O evento já está instituído no calendário de atividades anuais da cooperativa, com previsão de realização anual.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *